jul 20, 2015 Finanças 0 comment

Tabela SAC e Price: Aprenda a calcular as parcelas

Quando vamos comprar alguma coisa que precise de financiamento é muito comum que o vendedor fale das tabelas “Price” e “SAC” e grande parte das pessoas não conhece qual é a diferença entre elas e nem sabe como calcular as parcelas para ver se os vendedores estão sendo corretos ou omitindo alguma informação.

Ao comprar um imóvel ou um carro, muitas vezes o financiamento virá com um desses dois tipos de tabelas e por isso julgamos muito importante explicar esse assunto no blog para que pessoas tomem decisões com melhor embasamento e conhecimento, e não somente acreditando nas palavras do gerente bancário. Antes de explicarmos a tabela SAC e a tabela Price, é preciso rever alguns conceitos básicos como taxa de juros e amortização. Vamos lá:

Juros e Taxa de Juros

Juros são os elementos que materializam a mudança do valor do dinheiro no tempo. Em nosso artigo sobre Conceitos Básicos sobre Finanças explicamos mais a fundo esse conceito (clique aqui para lê-lo).

Se um valor é depositado em uma conta poupança por exemplo, todos sabemos que ela renderá juros, mas como calculá-los?

Exemplo: Se o banco te emprestar R$ 1.000 a uma taxa de juros de 10% a.a., após um ano os juros que você deverá pagar ao banco serão de R$ 100 (R$ 1.000 x 10%).  Além dos juros ainda serão devidos os R$ 1.000 (chamados de “principal”). Até aqui tudo fácil, então vamos adiante.

Amortização

A amortização é a parcela que realmente é paga do principal (valor que foi emprestado), desconsiderando os juros.

Exemplo: Se ao pegar emprestado com um banco R$ 1.000 a uma taxa de 10% a.a., após um ano os juros que você deverá pagar serão de R$ 100, como já calculamos. Caso você pague ao banco, além desses R$ 100 de juros, mais R$ 250, diremos que você terá amortizado esses R$ 250 de sua dívida de R$ 1.000. Repare que neste caso mesmo tendo pago um total de R$ 350 (R$ 100 de juros + R$ 250 de amortização); sua dívida ainda será de R$ 750 (R$ 1.000 inciais menos R$ 250 de amortização).

Relembrados esses tópicos, podemos entender a diferença entre tabelas SAC e Price.

Tabela SAC

Título Tabela SAC

Sua marca registrada são as parcelas decrescentes e amortização constante, por isso leva o nome tabela SAC (Sistema de Amortização Constante). Como em uma tabela SAC o principal é amortizado em parcelas iguais, os juros que incidem sobre o principal vão reduzindo a medida que o tempo passa e parcelas são pagas.

Exemplo:

Um casal financia parte do valor de seu apartamento com um banco e recebe R$ 1.0 milhão de empréstimo a serem pagos em 5 anos. Com um regime de tabela SAC, o valor a ser amortizado da dívida anualmente será fixo e pode ser calculado dividindo-se o valor total pelo prazo. Nesse caso o valor anual a ser amortizado é de R$ 200 mil (R$ 1.0 milhão divido por 5 anos). Dessa forma os juros serão calculados anualmente sobre o valor do principal em aberto (valor ainda devido). Para uma taxa de juros de 10% a.a. temos (valores em milhares):

Gráfico Tabela SAC

Note que as amortizações são sempre constantes de R$ 200 mil por ano, já os juros pagos decrescem a cada prestação. Sendo assim as parcelas (juros + amortização) também acabam sendo decrescentes.

Tabela Price

Título Tabela Price

Também conhecido como Sistema de Amortização Francês (SAF), a marca registrada da Tabela Price são as parcelas iguais. Essa é uma forma mais complexa de fazer financiamentos e seu cálculo também é mais díficil. Sendo assim pode ser mais fácil do investidor cair em pegadinhas quando essa tabela é utilizada. Em uma Tabela Price as parcelas são calculadas de forma que a soma de amortização e principal sejam iguais sempre.

Mas como calcular essas parcelas?

A Tabela Price utiliza o sistema de juros compostos para calcular suas parcelas que podem ser calculadas pela seguinte fórmula:

Fórmula Tabela Price

Exemplo:

Um casal financia parte do valor de seu apartamento com um banco e recebe R$ 1.0 milhão de empréstimo a serem pagos em 5 anos com um regime de Tabela Price. As parcelas serão fixas e podem ser calculadas pela fórmula acima (também podem ser calculadas de outras maneiras citadas adiante). Os juros serão calculados sobre o saldo devedor. O valor a ser amortizado da dívida anualmente será a diferença entre o valor das parcelas e os juros a serem pagos. Para uma taxa de juros de 10% a.a. temos parcelas iguais de R$ 264 mil, veja o gráfico abaixo (valores em milhares):

Gráfico Tabela Price

Note que as parcelas são sempre iguais (R$ 264 mil), o que muda é a sua composição (amortização e juros). Como os juros são sempre calculados sobre o saldo devedor, nessa tabela, os valores de amortização anual serão resultado da diferença entre o valor das parcelas (fixos) e dos juros. Como os juros são decrescentes, as amortizações serão variáveis e crescentes.

Calculadora HP 12c

Uma HP 12C pode te auxiliar a fazer os cálculos das parcelas de uma Tabela Price facilmente. Em questão de segundos essas calculadores podem gerar as respostas. Veja o vídeo abaixo onde ensinamos a utilizá-la para realizar esses cálculos.

Correção por Inflação (Juro Nominal ou Real)

A diferença entre o que são Juros Reais e Juros Nominais é algo que causa grande dúvida a muitas pessoas e por isso nós escrevemos um artigo e fizemos um vídeo exclusivo sobre o assunto que faz com que o tema fique muito claro para quem o lê. Se para você ainda não está clara essa diferença clique aqui.

É comum que os valores das parcelas em ambas as tabelas possam ou não ser corrigidos por inflação, e de formas diferentes:

A forma mais comum de realizar correções por inflação em financiamentos imobiliários é simplesmente calcular todas as parcelas e depois corrigí-las pela inflação acumulada desde a a assinatura do contrato de empréstimo ou financiamento. Se esse for o formato escolhido, a taxa de juros presente no acordo será uma taxa real.

Outra forma é utilizar uma taxa de juros nominal para o cálculo das parcelas e dessa forma o valor das parcelas já incluiria a inflação. Se o acordo de empréstimo considerar juros nominais deve-se ficar atento para que as parcelas não sejam corrigidas por inflação, o que caracterizaria uma cobrança indevida.

Muitos índices de inflação podem ser utilizados em financiamentos. Alguns deles são IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), IGP-M (Índice Geral de Preços do Mercado), INCC (Índice Nacional de Custo da Construção), entre outros.

Planilhas Excel

Planilhas Excel são sempre a melhor ferramenta quando a questão é fazer quase qualquer tipo de cálculo. Com elas é muito prático fazer simulações de financiamentos que podem ter as mais diversas estruturas, incluindo a Tabelas SAC e Tabela Price.

Nós preparamos uma planilha com exemplos sobre a Tabela SAC e Tabela Price para que você possa visualizar melhor e utilizar essa ferramenta em seus cálculos. Clique aqui ou no botão abaixo para fazer o download, é grátis.

Baixar-planilha

Se este artigo te ajudou ou se ainda tem dúvidas, comente aqui embaixo e compartilhe nas redes sociais. Para continuar aprendendo com os artigos dos RExperts clique aqui.